O TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA E SUAS PREMISSAS

10-03-2020

Muitas comunidades tradicionais vêm buscando como uma opção alternativa de
renda o trabalho com o turismo de base comunitária (TBC).
Mas o que seria esse tal TBC afinal?
Bem, o TBC é uma das estratégias de desenvolvimento e resistência das
comunidades tradicionais. Ele questiona o turismo como gerador de emprego e renda
denunciando as políticas centradas na atração de investimentos que não levam em
consideração a participação e o desenvolvimento das comunidades locais
(FONTOURA, 2009).A proposta do TBC surgiu da necessidade da criação de novas
formas de turismo, construídas em um modelo mais justo e equitativo, que levasse em
consideração a sustentabilidade ambiental e que colocasse as populações locais no
centro do processo turístico, ou seja, desde o planejamento das atividades passando pela
implementação, execução até monitoramento destas (BARTHOLO JUNIOR, 2009).

Que tal conhecermos alguns dos princípios do TBC segundo a Rede Brasileira de
Turismo Solidário e Comunitário – TURISOL (2008) ?


 Participação dos atores locais desde o planejamento até a
gestão do turismo em seu território;
 Concepção do turismo como uma atividade complementar
a outras atividades econômicas já praticadas na
comunidade;
 Geração e distribuição de renda equitativa, praticando
preços justos, satisfazendo a comunidade e o turista, além
de promover a distribuição de renda entre os moradores
locais;
 Valorização cultural e a afirmação da identidade cultural
local.
 Concepção do modo de vida local como principal atração
turística da comunidade;
 Relação de parceria e troca entre o turista e a comunidade.
 O turista é visto como um parceiro, não como um cliente;
 Conservação e a sustentabilidade ambiental;
 Cooperação e a parceria entre os diversos segmentos
relacionados ao turismo de base comunitária;
 Auxílio na luta pela posse da terra pela comunidade
através do turismo de base comunitária.

Projeto UÇÁ - © 2020