O dia mundial das áreas úmidas e os Guerreiros do Mangue

13-02-2016

Foto final com a montanha de lixo retirado dos mangues pelos guerreiros e guerreiras.

Foto final com a montanha de lixo retirado dos mangues pelos guerreiros e guerreiras.

No dia 02/02, foi comemorado o dia mundial das áreas úmidas. Sua importância, já foi amplamente divulgada e comentada. Mas, para nós do Projeto UÇÁ esse dia teve um gosto especial. Não por acaso, mas também não proposital, nessa mesma data encerramos uma ação denominada Operação LIMPAOCA. Ela é uma, das muitas ações do Projeto que, consorciadas, potencializam os resultados socioambientais.

A atividade foi prevista para acontecer no período de defeso do caranguejo Uçá (outubro a dezembro), mas por conta de problemas que só quem está no campo compreende, a ação foi iniciada em novembro. A proposta procurou não modificar a rotina/cultura dos catadores de caranguejo e pescadores envolvidos e por conta disso, foram escolhidos dois dias da semana (parte da manhã) sendo estes, segundas e terças.

Por conta de problemas os mais diversos, destacamos as condições climáticas (chuva em excesso ou calor insuportável), com destaque para as inundações da área em janeiro, mosquitos e as condições da maré. Assim, nos meses de  novembro, dezembro e janeiro foram totalizados 22 dias de trabalho, somando 44 horas exclusivamente da atividade de coleta, cujos resultados apresentamos abaixo.

O resultado final: 7431 kg de lixo. Hoje, 20.000 metros quadrados de mangue respiram melhor. Mas, até quando?

O resultado final: 7431 kg de lixo. Hoje, 20.000 metros quadrados de mangue respiram melhor. Mas, até quando?

Área Total Trabalhada: 2 ha (20.000m2) – A ação aconteceu na região de foz do rio Caceribu. Em duas subáreas nos manguezais da APA de Guapi-Mirim e ESEC Guanabara.

Peso Total dos Resíduos: 7.431

Metal – 7 kg; Plástico – 3.357 kg; Vidro – 677 kg; Isopor – 492 kg; Pneus – 197 kg; TVs e Tubos de imagem – 504 kg; Calçados diversos – 759 kg; Madeira trabalhada (pintada, envernizada, etc.) – 1.343; Sofás – 42 kg; Tecidos e afins – 53 kg.

 

Resíduos por Unidade: 1.065 unidades

 Lâmpadas incandescentes – 987; Brinquedos (diversos) – 67; Lâmpadas Fluorescentes – 10; Porta de geladeira – 01.

Participaram desta ação 20 catadores de caranguejo/pescadores de duas comunidades distintas (Itambí em Itaboraí e Suruí em Magé) e equidistantes da área trabalhada. Eles se deslocavam de barco até o ponto de encontro coma equipe UÇÁ, tomavam o café da manhã e iniciam a atividade de coleta.

Sr. Klinton Senra, chefe da ESEC Guanabara, fazendo o encerramento da ação.

Sr. Klinton Senra, chefe da ESEC Guanabara, fazendo o encerramento da ação.

Antes da confraternização, os agradecimentos aos verdadeiros heróis da ação.

Antes da confraternização, os agradecimentos aos verdadeiros heróis da ação.

A alegria do dever cumprido e o trabalho bem feito: para si e para todos.

A alegria do dever cumprido e o trabalho bem feito: para si e para todos.

Os resultados falam por si e por isso, nosso SINCERO AGRADECIMENTO a esses verdadeiros guerreiros e guerreiras que durante três meses enfrentaram todo tipo de adversidades para deixar um pouco melhor, uma área que é de todos, mas que bem poucos cuidam.

Com o patrocínio Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, foram custeados bolsa auxílio, combustível para os barcos, lanche, além de uniformes e EPIs. A parceria com as duas Unidades de Conservação – APA de Guapi-Mirim e ESEC Guanabara e também, com a Cooperativa Manguezal Fluminense tem nos permitido potencializar os resultados previstos. A Prefeitura de Guapimirim outro importante parceiro fará a retirada de todo o resíduo coletado nos mangues e providenciará o correto destino. E por fim, mas não menos importante, nosso respeito a equipe de campo que junto aos guerreiros, pescadores e catadores de caranguejo, ajudaram a melhorar o berçário da Baía da Guanabara.

E, após todo o trabalho confraternizar é preciso. Porque ninguém é de ferro.

E, após todo o trabalho confraternizar é preciso. Porque ninguém é de ferro.

Sr. Klinton Senra, chefe da ESEC Guanabara, fazendo o encerramento da ação.

Sr. Klinton Senra, chefe da ESEC Guanabara, fazendo o encerramento da ação.

Tags: , , , ,

Projeto UÇÁ - © 2018